Thursday, September 27, 2012

SCHOOLING since the 1930s

gorgeous straight lines of Marilia's Gymnasium built in the late 30s - Here's 1940.
Salve o lindo pendão da esperança, salve o símbola augusto da paz... 'Hymn to the National Flag' lyrics.
same Gymnasium some years later.
First Primary School built in Marilia on Avenida Sampaio Vidal, 1936. Yolanda Darin graduated there in 1933.
Grupo Escolar de Marília - 1933.
Yolanda Darin, first on the left, graduates from primary school in 1933.
Class of 1932 - the first graduation - Prof. Balthazar de Godoy Moreira sits in the centre.
Class of 1933 in which Yolanda Darin graduated.
Same year 1933 with a male-only class.
Grupo Escolar de Marilia
class of 1933.
Class of 1933 graduation memento.
1933 - director Balthazar, inspector and teachers.
more kids from the same school and year 1933.
this is a 1937 photo of a kinder-garten school in the corner of of streets Lima e Costa and Paes Leme. It belonged to Saint Anthony's church. Hilda Grassi was one of the teachers there.
Grupo Escolar Thomaz Antonio Gonzaga - Setembro 1938. No verso está escrito: 'Meus saudosos colegas do tempo de Escola - Setembro 1938 - Vagner, Dovo, Antonio, Juscelino, Valdir, Geraldo, Amorim, Gerson, Pedrinho, Milton, Contor, Abilio.'  Na 2a. fileira de cima para baixo, menino à extrema direita é João Amorim.

From a wooden-frame structure in the 1930s the First Primary School - 1o. Grupo - on Avenida Sampaio Vidal moved to the corner of rua Pedro de Toledo and rua Rio Grande do Sul. This is circa 1947.
the tree has grown so much it covered the whole school front. TAG is an acronym for Grupo Escolar Thomaz Antônio Gonzaga.
dutiful mother takes her son to to TAG primary school in the 1940s.
Em 2012 o Grupo Escolar está quase como em 1945.
I would say this is circa 1936 or 1937.
Primary School 1940 - 3rd year female.
Class of 1948.
Class of 1950-something.
Catholic School Sacred Heart of Jesus in the 1950s.
School girls in front of Sagrado Coração de Jesus on rua Nelson Spielmann in the 1950s.

Em 28 Janeiro 1934, o jornal 'Alto Cafezal' noticiou a inauguração do Colégio do Sagrado Coração de JesusNa direção, a Rev. Madre Melânia Galli, digníssima Provincial e Revª Irmã Ângela Micheletto.

O Curso Ginasial foi instalado em 1937, com regimes de internato e externato só para meninas. Por esta razão é que eu fui aluno em 1936, na pré-escola. Nery Porchia. 


School girls ready to cycle their bikes on 7 de Setembro march.
Class of 1954. 2o. Ano nas escadarias do Grupo Escolar Thomaz Antonio Gonzaga.
Escola Senai - National Industry Service - on Avenida - built in the 1950s.
Cia.Paulista de Estrada de Ferro.
Main Drag... Avenida Sampaio Vidal in the original cobblestones.

CITIZENS

Neyr Muzy de Souza allegedly the first 'Mariliense' (born on 30 March 1929) and her husband Eurito aka Ita.
Neyr & Eurito on their wedding day. 
Luiz Gatti, cocheiro urbano - Marília, 29 de Julho de 1943.
Driver's license issued in Marilia to Rosario Jordão, in 1937.
Sylvio Bertonha walks on the sidewalk with Portuguese pebbles of Rua Barão de Jaguará in Campinas-SP in 1946 with his friend Pedro Sanches. Sylvio went to High School in Campinas.
Sylvio Bertonha grows a little pencil moustache and keeps on walking on Campinas's sidewalks.
Associação dos Alfaiates, na rua 9 de Julho em frente do Cine São Luiz. 
Irmandade de São José, tendo ao centro o pe. Bicudo circa 1940.
Marilia citizens flank Bento de Abreu Sampaio Vidal (wearing a white suit) on the steps of newly-finished Santa Casa de Misericordia in the early 1940s; padre Luiz Bicudo is the second from left. 
Escola de Corte & Costura Bandeirantes em 3 Dezembro 1940. Professora Inês Nigro.
alunos da Escola Técnica de Contabilidade.
Alunos da Escola Técnica de Contabilidade marcham na Avenida (1954 ou 1955). O pai de Walter José Cintra é o 6o. da 2a. fila, da esquerda para a direita.
Está aí a fotografia do muito querido Prof. Flávio Villaça Guimarães, no tempo em que mantinha, com o Prof. Isaltino de Campos, o Curso de Admissão Padre Anchieta, onde eu, Adalberto Augusto Salzedas, cursei, na Av. Mauá, onde já funcionava a Loja Maçônica Brasil II. 
Foto de parte da casa na Rua Rio Claro, onde nasci; eu, Nilza Nalin, à direita com boneca na mão e minha irmã Elisa Nalin perto do portão. O muro de tijolos era da casa do sr. Novaes, nossos vizinhos.
Foto batida por volta de 1950, defronte minha casa na Avenida Rio Claro174. É de se notar que havia uma pequena "ponte" para se chegar da rua à "calçada" e por baixo, em dias de chuva, passava a enxurrada. Na diagonal oposta aparece a casa da família do Cid, da Davina, do Jorge, onde hoje há o restaurante Via Peixe. E o cavalo?? Apenas figurante. Bons Tempos !!!
Formatura do Ginasio Estadual em 1947 em foto postada por Amelia Paiva (3a. da dir. à esq.)
Formandos de 1954 do Instituto Educacional de Marília.
4a série do Colegio Estadual e Escola Norma de Marilia
formandos de 1954 do Colegio Dr. Fernandes de Magalhães.
Formandas de 1951 da Escola de Corte-e-Costura da Rua XV de Novembro, 337.
Escola de Corte e Costura 'Sto.Antonio'; diretora: Fumiko Yamaguti; professora: Satsuki Yamaguti; Marília, 18 Dezembro 1948. Foto tirada na Associação dos Alfaiates de Marília (AAM); as formandas e seus respectivos padrinhos, com o prefeito Miguel Argolo Ferrão sentado entre a diretora e professora.
Minha turma do 2o. ano primário no G.E.Thomaz Antonio Gonzaga, em 1954/55; a professora era dona Elizabeth. Eu sou o primeiro à dir. na 1a. fila (ostentando meu relogião!) - o 7o., na mesma fila, é o Afonsinho, que se tornaria um craque no futebol, no Botafogo do Rio, cantado por Elis Regina nos versos de Gilberto Gil: "Prezado amigo Afonsinho, eu continuo aqui mesmo..." O Afonsinho hoje é médico. Figuraça! Osvaldo Mendes.
Nelson Velanga qdo. trabalhava no Banco América do Sul. 
1957
Foto de meu batizado está mal conservada, mas dá pra ver, no banco da frente a Olga e o Kiko; o senhor com um menino no colo (Marcelo) é o tio Jesus; a senhora de óculos escuro é a minha avó Iracy; atrás do padre é o tio Beto; e me segurando no colo a tia Fatima. Roberta Montolar. O celebrante é o padre Nivaldo Resstel. 
Batizado de Roberta Montolar pelo pe. Nivaldo em 1964.


cantor Sergio Ricardo, mariliense que transferiu-se para o Rio de Janeiro em 1949, em reportagem da revista Intervalo, onde ele conta que depois de ter quebrado o violão durante o Festival de MPB da TV Record, ele voltou à Marília para se refazer do abalo.



Mauricio Diniz remember his boyhood days living wild & free with his mates in the 1950s.